Como lidar com as novas complexidades do score de crédito

0

A intensidade do choque sobre a economia mundial em decorrência da pandemia do COVID-19 ainda precisa ser determinada. Conforme os negócios desenvolvem, seus próprios entendimentos sobre como eles podem ser afetados, dois elementos constantes em todas as avaliações são incertezas e complexidade. O futuro depende de diversos fatores, incluindo políticas públicas e o comportamento do consumidor em um clima de recessão.

Todos esses elementos apresentam inúmeros desafio aos gerentes de crédito -- um negócio, por si só, já delicado. Com pouca clareza e muitas variáveis, a forma como a situação se desenrola não é de modo algum o que nós esperávamos. E isto também se aplica aos cálculos tradicionais de risco de crédito, que se tornaram obsoletos quando se trata de lidar com os desafios atuais.

Controlar a exposição do crédito se tornou um aspecto ainda mais vulnerável do negócio. Um estudo publicado pela McKinsey, em março de 2020, recomendou que os gestores modifiquem as atuais estratégias de gerenciamento de risco de crédito para lidar com a crise. A pandemia acrescentou dificuldades a um processo já repleto de limitações. Conforme modelos de crédito anteriores perdem aderência, variáveis que antes poderiam prever inadimplência já não se aplicam, e políticas de crédito precisam mudar.

A resposta está nos dados

Como podem os dados oferecer suporte aos gestores de crédito ao navegar por esse território desconhecido? No atual cenário, a coleta, a segmentação, o desenvolvimento de scorecards de crédito, a implementação e a comunicação de dados de risco se tornam habilidades essenciais para os negócios. Por outro lado, é difícil pensar em implementações longas, caras e complexas, porque a prioridade do negócio deve ser se manter ativo e atender os clientes da melhor forma possível.

Fortalecer o processo de score de crédito neste novo ambiente não pode ser um processo que traga dificuldades à empresa. Ao contrário, deve ser uma ferramenta que ajude a navegar o cenário atual. O uso de soluções de análise de dados permite à sua organização controlar a exposição de risco de crédito durante a atual instabilidade econômica, sem abrir mão de clientes.

Assim, é ideal ter processos que incluam a possibilidade de acessar, transformar, padronizar e limpar todos os dados de clientes necessários para construir melhores scorecards. Isso é mais rápido e mais barato se você tiver uma ferramenta de modelagem de gerenciamento de dado baseada em GUI, assim como mecanismos simples para criação, extração e apresentação de conjunto de dados.

Por fim, quando se trata de melhorar um sistema de pontuação de crédito para lidar com a crise atual, as organizações querem a capacidade de construir quantos modelos forem necessários. Ao adotar uma solução ágil e simples, que pode trazer as capacidades listadas acima, você aumenta desempenho, melhora a eficiência operacional e reduz perdas. Assim, navega na instabilidade contínua e se prepara para a recuperação futura.

Tags
Share

About Author

Alexandre Sapia

Diretor de Soluções e Serviços do SAS para América Latina

Alexandre Sapia é formado em administração pela FAAP e possui vasta experiência na área de consultoria e parceiros. O executivo passou por empresas como PwC, IBM e Oracle. Hoje desempenha o papel de diretor de Soluções e Serviços do SAS para América Latina.

Leave A Reply

Back to Top